Oasis

Se era essa a dor que faltava.
Abro o peito e sangro.
O amor atingido arfava
E nos olhos o pranto.

Amarrados, mãos e pés
Não o livraram do abismo
Nem duvidosas fés
O deixaram submisso

Sangria de desespero
Pela dor de outrem
Coração fora do peito
Pela flor de ontem

Desabrocha minha bela
No deserto onde te encontras
Sê Oasis nas favelas
E alívio sobre as ondas.

Anúncios

E aí? Tá Gostando? Então comenta, ué?!?! :D

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s