O Primeiro Canto

Coala da Cochlear, que vem junto com o Kit do Implante

Coala da Cochlear, que vem junto com o Kit do Implante

Passei muito tempo pensando o que escrever. Tive que reaprender a sentir. Parei um tempo pra pensar, observar, absorver. Agora transbordo. De emoção e descobertas.

Minhas impressões sobre a vida sempre são as mais “Pollyanescas” possíveis. Vivo contente. Tenho buscado um pezinho no chão aqui e ali, mas não tenho conseguido conter a felicidade pela transformação. Sempre fui assim. Amo mudanças, transformações e evoluções. Quaisquer que sejam, onde quer que aconteçam, com a gravidade que tenham e os bônus/ônus que as acompanhem. E toda a trabalheira de adaptação que sempre vem no pacote. Por isso mesmo, todas as alterações que acontecem na vida, boas ou ruins, sempre são bem vindas para mim. Minha alma curiosa e aventureira não se acostuma à rotina. E tal como um pirata, rouba das aventuras, as histórias que serão contadas depois.

Foi assim que vivi esses dois anos e, principalmente, os últimos meses de preparação e dores de cabeça por causa do implante do Emanuel. Cada dia era uma etapa nova. Uma de cada vez. Vivendo só o suficiente das alegrias e tristezas de cada um deles. Só até o por do sol. Recomeçando toda manhã. Colecionando as histórias para contar, comemorando vitórias, amargando derrotas, realizando.

E ontem,28/10/2011, foi a ativação do implante.

Eu, que passei a semana inteira cortando o barato do pobre e ansioso Emanuel, estava feliz feito pinto no lixo. Era uma novidade!! E crianças adoram novidades…

Do lado de cá, é bem interessante conviver com um implantado. Sou mera observadora. Aprendiz de um mundo que nunca compreenderei completamente. Poderei conviver a vida inteira (espero, desejo, amo) com este recém-implantado e, mesmo assim, nunca saberei o que é ouvir, não ouvir, aprender a ouvir. Apenas sei e saberei que participo como coadjuvante num mundo de descobertas que também é meu. Também descubro e aprendo. Observo e absorvo.

Ontem, nossa nerdice falou muito mais alto e estávamos tão ocupados com a pasta imensa, cheia de componentes e fios (brinquedos novos!!!), mais de tres horas de explicações e mais explicações, testes e afins, que o momento da ativação foi simples e interessante. Sem chororô, sem emoção à flor da pele. A ajuda dos pais dele, ficando do lado de fora com a Laura foi muito importante em alguns momentos que as brincadeiras e agitação dela atrapalhavam na ativação.

A ficha só caiu mesmo uma hora mais tarde, quando voltávamos para casa depois de lanchar ali por perto. Já era quase seis da tarde.

Imagine a cena:

Havia uma criança cantando no banco de tráz e sacudindo um saquinho de papel com batata frita dentro. Na frente, dois adultos conversando. O motorista era o implantado. Curioso e feliz com os ruídos do transito que nunca tinham escutados antes. Comparando os sons que não ouvia antes com o aparelho, os que ouve, completamente diferentes de como eram antes com o AASI, e desligando-o por que atrapalha o IC. A carona, ia explicando o que era cada barulho e comemorando junto aqueles sons que ele conseguia reconhecer sem ajuda. De repente, passam um caminhão e um ônibus fumacentos e eles precisam fechar todos os vidros apesar do calorão da tarde. E esquecem de reabrí-los porque o motorista ficou encantado com a diferença de som quando o vidro se fecha. Ele começa a batucar no volante e acha interessante o barulhinho que faz. Começa a cantar. Sua companheira canta junto. E ele pára. Pára para ouvir. Aí sim. Emoção à flor da pele. Nem percebem a passagem pelo zoológico. Momentos antes, haviam decidido passar no Extra para comprar mais memória para a câmera fotográfica, que falhou por pouca capacidade na hora da gravação. Nem perceberam que já estavam chegando… Tão emocionados estavam… Ela, cantando pela primeira vez, embora já tenham cantado juntos centenas de outras vezes. Ele ouvindo-a pela primeira vez, embora a letra já fosse tão conhecida. Estava difícil cantar. A voz embargava, os olhos já não enxergavam mais o caminho, nem os olhos amados. Estava difícil dirigir. Os olhos marejados não sabiam mais olhar pra frente. Mas, como Deus não desampara, antes que ocorresse um acidente, gotas de suor caem nos olhos do motorista, causando ardência e sumindo com as lágrimas. Ele, então, lembra-se do caminho e do calor. Abre as janelas e em segundos chegam ao mercado. Um mundo de sons que deixa o cérebro doidinho e perdido pra tentar processar aquilo tudo.

Já na entrada, uma camionete ranger gigantesca da Sony toda equipada com sonorização de competição e uma TV LED de mais de 42” na carroceria, onde o demonstrador jogava um jogo de corrida fazia propanganda. Ele ficou encantado com tudo aquilo.

Dentro do mercado, sons, sons e mais sons. Alegria pela ligação do amigo querido. Ele ainda não pode falar ao telefone, mas chegará lá. Na hora de ir embora, dor de cabeça.

Mais tarde, visita de Taty e Babau. Muito bom ter a família perto. Pena que não puderam ser todos. Tia Amélia com dor por causa da cirurgia odontológica feita cedinho, teve que voltar pra casa com tio Joaquim. O dia todo já havia sido cansativo demais para eles, mas estiveram presentes na parte mais importante. Outras pessoas queridas, impedidas pela distância, ainda aguardam notícias como essa para saber como andam as coisas… Mas estavam todos conosco em nossos corações e pensamentos.

E foi esse o dia da ativação. Imaginou?

Depois vou contar como foi o dia seguinte ao da ativação. Muito interessante desde o amanhecer, bem de madrugada, ouvindo e tentando identificar o canto dos pássaros madrugadores.

Anúncios

One comment on “O Primeiro Canto

  1. Lobo diz:

    Oi minha linda…
    Todos os dias são novas emoções. Dou graças a Deus por poder compartilhar as emoções contigo e com nossa pequena. Em breve teremos mais um para viver novas boas emoções.
    Amo vocês.

E aí? Tá Gostando? Então comenta, ué?!?! :D

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s